top of page

Você sabe as diferenças entre sistemas de detecção e de combate a incêndio?

Atualizado: 16 de mar. de 2020

Os incêndios em construções comerciais, como shoppings e lojas, e industriais infelizmente são mais comuns do que as pessoas imaginam. Eles podem se iniciar por uma série de fatores, como curto circuito, vazamento de gás ou até mesmo provocado pelo ser humano.



Para isso, existe uma série de equipamentos que auxiliam na detecção e alerta desse incêndio e, posteriormente, no combate das chamas. É importante que se tenham ambos os dispositivos em caso de emergência à disposição.


De acordo com a NBR 17240, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), um sistema completo de detecção de incêndio é composto por: central de alarme de incêndio; acionador e detector de temperatura ou fumaça; acionador manual; sinalizador audiovisual; e cabos blindados. “Esses itens contribuem para que as pessoas presentes tomem conhecimento da possível situação de incêndio e possam deixar o local o mais rápido possível”, explica Abel Correa, Diretor de Operações da Telecontrol Soluções em Redes.


Em paralelo aos itens que detectam o incêndio está presente o Sistema de Combate, que conta com dispositivos para controlar e extinguir os focos de fogo e/ou ajudar as pessoas na saída do local: extintores; hidrantes; mangueiras; escada de emergência; porta corta fogo; sprinklers (chuveiro automático); sistema de iluminação de emergência. “Na maioria dos locais com esses dispositivos há uma equipe de brigada de incêndio preparada para utilizar os dispositivos corretamente para o combate inicial das chamas até a chegada dos bombeiros”, conclui Abel.

Comentarios


bottom of page